♥ Varal... ♥



Roupas a voar
cheiro de interior, infância e amor!

chica

20 comentários:

  1. Pura poesia um varal!
    A voar, vento, sol, infância, interior.
    cheiro de roupa quarada, de uma liberdade distante.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Chica,

    Acabei de publicar um post sobre varal!
    KKK
    Comunhão de pensamento - como diria meu pai.
    Amo observar varal de roupa!
    Como você, isso me traz saudade da infância.

    Lindo dia!

    Bjksss

    ResponderExcluir
  3. Bom dia!!!! Esta é uma das imagens que mais me toca. Realmente, cheiro de infância, interior e amor. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Os varais falam muito!
    Como gosto de estender roupas e olhá-las com AMOR...

    Um beijão nesta 4ª feira...

    ResponderExcluir
  5. Gosto. Da imagem e do pensamento. Eu não ligo muito à roupa no varal Nunca me chama a atenção.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Um cheirinho de infância mesmo amiga Chica.;
    Voltei quando menina e mamãe pendurava as roupas tão brancas.
    Bjs-Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  7. Aprecio com vagar estas dançarinas a voar; levam mesmo nossa memória a reboque, Chica.
    Bjos, querida.
    Calu

    ResponderExcluir
  8. Que coisa linda! Levou-me a minha infância...Que saudade!...Minha mãe estendendo roupa no varal...
    Um abraço,
    Élys

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Chica, bem verdade e me fez lembrar os estendais da minha mãe com a roupa das suas três meninas,.))!!!!
    Os varais ainda existem por lá,))!!!
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderExcluir
  10. Sem dúvida.
    Fizeste-me lembrar a minha infância.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  11. Que belo momento recordar com certeza um passado presente cheio de felicidade,muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  12. É verdade, Chica, pois ver roupas no varal , em um quintal, é coisa rara. Só mesmo nas lembranças da infância. Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Chica querida!
    Que tão linda poesia.
    Diz tudo, tudo.
    Obrigada por este momento... já quase nostálgico.

    Bom domingo!
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  14. Varal e boneca de anil. O branco ficava azulado e com um cheirinho característico.
    Adorei esse seu varal poético.
    beijogrande

    ResponderExcluir
  15. Ainda guardo comigo as lembranças do varal da bacia e minha mãe a estender as roupas que se lavavam no rio e eu menino achava lindo elas voando com bandeirinhas de São João. Lindo sempre lembrar.
    Valeu chica!

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde, Chica, hoje estou saudosista e emotiva, encontrei aqui a lembrança de minha infância , juntamente com minha mãe estendendo a roupa no varal. E, todas tinham o seu lugar certo, uma ao lado da outra sem deixar espaço e sem colocar as peças pequenas junto com as maiores..... coisas que não vemos mais. Ah!!!!!!! quanta saudade! Obrigada Chica, por deixar eu ver através de suas doces palavras, a minha mãe estendendo a roupa. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Um simples varal com roupas te inspirou lindas palavras! E como é cheirosa a roupa que seca assim ao sol e ao vento! Eu, graças a Deus, ainda tenho como secá-las assim! Bjks e feliz primavera! Tetê

    ResponderExcluir
  18. Eu amo o meu varal! Tony caprichou e dizem que é brega, hoje é tudo dentro de um quartinho, bem eu até teria um quartinho, mas amo vê-lo com roupas, como ontem. Lavei colchas, cobertores e eles ficaram lindos! Você tem razão, cheira à infância, interior e amor! Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Lindo! Cheiro de mato, com sabão e roupa limpa...
    Me lembro muito na minha infância quando ameaçava chover e todos corriam para tirar as roupas do varal... Tempo de poesia.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Não me lembro, mas lembro do de meu filho....


    Beijufas

    ResponderExcluir

ஃ Que bom te ver aqui também!