♥ A Outra... ♥



 Essa é a BC lá do Mesa de Conversa que nos dá o início de uma história e  cada um decide o final pra ela...


(((o)))o(((o)))o(((o)))

José sempre foi um homem mulherengo. Tinha desculpas pra tudo. Se uma mulher ligasse pra ele e Norma sua esposa estivesse ao seu lado, logo dizia que era a mulher do patrão dando ordem. Se chegasse tarde em casa, dizia que pegou engarrafamento.


Trabalhando mais de 15 anos como motorista particular de um advogado, quase sempre não dormia em casa. O advogado era muito procurado e só vivia viajando à trabalho. Norma já se acostumara com aquela rotina. 

Era desconfiada porque muitas amigas sempre dizia que José tinha outra, uma amiga até já havia visto ele com uma mulher passeando no shopping, mas Norma sempre dizia: "No dia que eu ver esta sujeita, a cobra vai fumar..."


Outro dia, Norma achou uma carta e uma foto dentro da mala de viagem dele:
- José, quem é esta mulher, posso saber?

- Não sei, onde você encontrou isto?

- Encontrei na sua mala. Esta aqui é ela, não é?

- Ela quem, Norma? Já estou cansado deste seu ciúme besta. Quer saber você passou do limite.

Norma guardou aquela foto e memorizou a face da sujeita. Dias passaram e José passou uma semana sem ir em casa, foi exatamente nesta semana que Norma foi ao supermercado fazer compras. Ao entrar no setor de frutas e legumes, Norma dá de cara com José e a outra... Conheceu ela rapidamente. 

Era ela a mulher da foto. Norma sentiu as pernas tremerem pela primeira vez, seus olhos encheram-se de lágrimas, uma gotinha deixou banhar pela face e um sentimento de raiva tomou conta do seu corpo.

(Continue a História) 

E aqui vai a minha continuação:

Recuperada das pernas que tremiam, passou a quase babar de ira...
A sirigaita, vestida como uma piriguete e ele, com olhinhos pingando mel ao olhar para ela.

Logo ele, que nunca carregara  ou pesara no supermercado um quilo de batatas, ali estava empurrando um carrinho lotado...

Suas "ventas" começaram a mostrar sinais de que sairiam chispas... Foi ficando vermelha a cada passo que  dava em direção  aos dois.

Passou pela banca do abacaxi. Escolheu um bem grande e bem espinhento, mais um...

Passou pelas bananas, pegou algumas, pegou uma cenoura grande , a maior que conseguiu...
 Chegou até os dois..
João fazia cara de paisagem quando ela perguntou o que ele fazia ali com aquela sujeitinha...
_ Estamos fazendo o "rancho" da semana...

-AH! Que lindo e romântico cenário vejo aqui!

Sem mais esperar, pegou as frutas...Primeiro o abacaxi e começou a enfiar goela abaixo dela.  João apavorado, a queria ajudar!

Pegou o outro abacaxi e com a coroa dele bem cortante, passou no rosto e pescoço dos dois...

Já até  sangue   tinha ali... 

Antes de ser contida pelos seguranças, conseguir fazer o que queria: Esmagou as bananas na cara de João. Ficou o próprio João Banana!

A cenoura enorme agora em suas mãos; olhou bem e pensou...Pensou e se controlou. 
Mas a batata doce pontuda lhe provocou!  E não resistiu ao impulso ...Fez o que queria e o que pode!

Por uns bons tempos tanto ele, quanto ela ficaram um pouco "lesados"...

Ela  foi levada  sob os olhares dos outros clientes que com seus celulares, tudo fotografavam...

Sentia vergonha, mas a ira lhe possuiu.

Ficou apenas algumas horinhas na DP e foi solta ,surpreendentemente pelo advogado, patrão de José!

Ele fez todo o trabalho e a ajudou! 

Agora, José ,que chifres já levou da  tal piriguete, tentou voltar para Norma. 

Ela não o quis. 

Norma é quem tomou seu lugar naquele emprego junto ao advogado. Aliás, viaja com ele, o leva e busca  aos compromissos e parecem estar se dando muito bem!

Ficarão Norma e Lucas, o advogado, juntos? 
Quem sabe? O futuro poderá dizer! Mas tudo  acena que sim!!!


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Participem também!  Cliquem aqui e deixem seu final!

bjs, chica ( bem boazinha ao incorporar a cena,rs)