* Vingança!

Foto retirada do Gettyimages

Minha participação na 35ª Edição do Palavras Mil
Tarefa:Leia a foto e escreva de forma descritivo-narrativa ou dissertativa - serão desconsiderados textos em forma de poema.
(((o)))o(((o)))o(((o)))

Brigas,gritarias e baixarias eram ouvidos seguidamente naquele prédio, vindos do apartamento 303.

Vizinhança em pânico , ficavam sem saber o que fazer.

Os homens diziam às suas mulheres que em brigas de casal ninguém pode se meter...melhor ficar fora pois dentro em pouco, passarão abraçados pelos corredores.

Mas, Magda, não estava tranquila.

Sabia que precisava agir, ainda que se incomodasse com Pedro, seu marido.

Lembrou que Iris havia lhe dado uma chave da porta dos fundos do seu apartamento , justamente pela frequência dos desentendimentos por lá.
Sentia medo de Jorge, seu companheiro que, quando bebia ficava valente e chegava a lhe bater.

Pegou a chave, saiu de casa de mansinho e entra no apartamento de Iris.

A vê sangrando na boca e com o rosto cheio de arranhões.Nessa hora, sente uma gana descomunal e lhe vem à memória a imagem de seu pai maltratando sua mãe...Sua ira cresce e se sente forte...
Vê Jorge de costas  com uma arma na mão.

Sem gritar pega um banquinho e ploft ...mira certeira na sua cabeça...
Ele que não esperava nada, fica tonto e cai.

Ela dá um pontapé em suas partes baixas e o nocauteia pra valer!
Ele geme, se torcendo e agora ela grita!

_Te mete comigo ! Vem que tem , ainda esmagando outra vez tudo aquilo que tinha vontade de esmagar.

Não satisfeita, pisa sobre seu pulso, o que fez com que abrisse a mão.

Pega a arma, a amiga, retira as chaves e chama a polícia.

Saiu dali com um delicioso gostinho de vitória .

Havia derrotado um agressor de mulheres. Tantos deles existem, mas de  um ela cuidara.

Sentia-se vingada pela amiga a quem socorreu a seguir e até pela mãe,depois de tantos anos...

Uooooooooooon, uóonnnnnnnn...ouve-se a polícia...
Ele é retirado algemado...
Agora, pelos corredores seria olhada com outros olhos ...

Seu medo agora era o que aconteceria depois que ele fosse liberado, mas isso era pra depois...Lhe importava que Iris estava salva e bem!

5 comentários:

  1. Uauuuu Ficou magnnífico. Que conto de aventura e policial amiga que aliviou a alma de muitas mulheres por ai.
    Esta esfou contigo e não abro. Boa Sorte!!! Palavras Mil olha isso aqui que maravilha !!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. menina, esta aposta em conto policial foi genial.... seria que a gente teria coragem de fazer isto na vida real???

    ResponderExcluir
  3. Hummmmm, quanta criatividade. E mexe com nossa imaginação.
    Instigante e, curisosa que sou... não desgrudei os olhos e nem o pensamento de cada linha.

    Rodaram todas as cenas, aqui, na minha mente.

    Só faltou a pipoca! rs

    Abraços, flores e estrelas...

    ResponderExcluir
  4. CHICA,conta a verdade,amiga...vc é da paraibana?Êta,mulher macho,sim senhor!...rsss...Amei esse conto!Ela fez o que toda mulher gostaria de ter feito!Grande lição!Peço a vc que vá ao Recanto dos autores.Tem uma triste noticia de nossa amiga Gisele Pecchio,mas acredito que todos devem ajudar!Bjs,

    ResponderExcluir
  5. Mas bah, guria.
    Gostei, conto policial hein?
    Infelizmente, só a primeira parte é comum ao nosso quotidiano: Maridos vilentos espancando suas mulheres. Mas, isso está mudando.
    Abração e boa sorte.

    ResponderExcluir

ஃ Que bom te ver aqui também!